NÃO À MACONHA - CARTA ABERTA AO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL
 

 

Prezado Ministro  Roberto Barroso,

Em nome do INSTITUTO ACÁCIA DE RESPONSBILIDADE SOCIAL tomo a liberdade de encaminhar a V. Excia. solicitação para uma melhor reflexão sobre as consequências da liberação do uso indiscriminado da maconha, levando em conta a situação de pais arrasados com a destruição causada na saúde de seus filhos, que abandonam escolas, se afastam das famílias, passam a furtar objetos para comprar a maconha, além dos casos de surtos psicóticos, esquizofrenia ou depressão já registrados em usuários de maconha em São Paulo, e amplamente divulgados pela mídia escrita e falada.

Por isso, indignação  é o sentimento ao ver o Sr. defender no Supremo a descriminalização da maconha. É um golpe muito duro nas famílias brasileiras.

Esperamos que ainda haja tempo para melhor refletir, pesquisar, se informar, ouvir as famílias dos dependentes consumidores e mudar essa sua intenção de descriminalizar a maconha.

Maconha pode ser, inclusive, o primeiro passo para a liberação de comércio e consumo de outras drogas. Não seja o senhor, Ministro, a dar esse primeiro passo de um caminho sem volta.

A liberação da maconha só trará prejuízos aos jovens e principalmente a suas famílias.

Fraternalmente

Reinaldo A. Rozzatti - Presidente

 

+ NOTÍCIAS
 

FHC

 

Oportunidade para deficiente

 

Sustentabilidade

 

   


INSTITUTO ACÁCIA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL
- Praça João Mendes, 42 – Sobreloja - Ed. Nova Brasília - São Paulo – SP - CEP 01501-000

Site desenvolvido por:www.suaempresanainternet.net